A Fundação

A transição para uma economia circular global exige uma abordagem internacional para demonstrar como os princípios de uma economia circular podem gerar benefícios para diferentes lugares, pessoas e culturas.

Com um time diverso de mais de 25 nacionalidades, com base na nossa sede na Ilha de Wight no Reino Unido, a Fundação trabalha na América Latina, América do Norte, Ásia e Europa

Asia

Como um importante centro de consumo e produção, a Ásia tem o potencial de demonstrar a economia circular em escala.

A Ásia é responsável por cerca de 60% da população mundial, e os países asiáticos se tornaram centros globais de manufatura. Nas últimas duas décadas, a China e a Índia - as maiores economias da Ásia - experimentaram crescimento, urbanização e industrialização acelerados e os impactos ambientais negativos associados a essas transformações. Estudos conduzidos pela Fundação Ellen MacArthur sobre essas duas economias revelam grandes oportunidades de geração de valor e crescimento econômico a partir da transição para uma economia circular.

Europa

Expandindo a compreensão do conceito de economia circular e demonstrando inovação circular na região.

O atual modelo de crescimento europeu é linear e depende de recursos finitos, expondo os países à volatilidade de recursos, ganhos de produtividade limitados e uma grande perda de valor devida ao desperdício. Nosso relatório Growth Within, de 2015, revelou que a transição para uma economia circular na Europa poderia contribuir €900 bilhões adicionais ao PIB europeu até 2030, aumentar a renda domiciliar em €3.000 por ano e cortar as emissões de CO2 pela metade em comparação aos níveis atuais.

Empresas, governos, cidades e instituições acadêmicas já começaram a explorar essas oportunidades e estão cada vez mais se envolvendo com colaboração e inovação em economia circular.

América Latina

Rica em recursos naturais, biodiversidade e inovação social, a região tem um papel importante na transição global para uma economia circular.

Uma grande exportadora de recursos, a América Latina tem um papel importante na transição global para uma economia circular. Elementos regionais únicos, como sua biodiversidade incomparável, reservas naturais abundantes e uma forte cultura de inovação social também indicam que a América Latina poderia colher benefícios significativos em uma trajetória de desenvolvimento circular. A transição para uma abordagem regenerativa poderia ajudar a região a mobilizar esses recursos e realizar seu enorme potencial econômico, promovendo ao mesmo tempo um crescimento distribuído e inclusivo nessa região que apresenta altas taxas de urbanização e fortes desigualdades.

Exemplos de inovação e atividade circular já existem na região e a sua escala dependerá de adotarmos uma abordagem sistêmica e multi stakeholder. A Fundação está trabalhando para ampliar o conhecimento da economia circular, dar visibilidade a exemplos bem-sucedidos e acelerar essa transição regional. Para isso, estamos trabalhando com líderes e inovadores locais nos setores público, privado e na academia, que engajamos através das nossas Iniciativas Sistêmicas e do nosso trabalho com universidades e Instituições, Governos e Cidades.

América do Norte

Uma região que pode viabilizar a transição para uma economia circular através do seu papel global na tecnologia, nas finanças e no design inovador

Tanto no Canadá como nos Estados Unidos, novas empresas e tecnologias estão transformando o mundo, mais rápido do que nunca.

A Fundação Ellen MacArthur trabalha com essas empresas inovadoras para incorporar a circularidade ao design dos seus modelos de negócio, e descobrir como elas podem viabilizar a transição para uma economia circular.

A colaboração com governos municipais ajuda a compreender como a economia circular pode ser implementada em ambientes urbanos dinâmicos e diversos, e como os cidadãos, o meio ambiente e a economia se beneficiarão disso.

We have detected that you are using an older browser. Please update to the latest version of Google Chrome, Mozilla Firefox or Microsoft Edge to improve your user experience.

If you are unable to upgrade your browser, please see our Technical FAQ page to get tips on how to improve your user experience.